Quem Somos

CIA DE DANÇA HIP BOI PRISCILA CASTRO
Fundada em 1999
SERVIÇOS
Oficinas de Dança & Artesanato & Contação de Histórias – Intervenções Artísticas em espaços públicos, escolas e empresas – Apresentação & Espetáculo Poket – Feiras Culturais e de Exposição – Espetáculos
ESPETÁCULOS DISPONÍVEIS
Danças Brasileiras – Danças Urbanas – Dança do Ventre – Performances – Espetáculos de Dança com Música Ao Vivo
Conheça todos os trabalhos aqui!
………………………………………………………………………………………………………………………………….

Desde 1999 no mercado, é pioneira no trabalho de pesquisa e divulgação do Festival Folclórico de Parintins-AM/Brasil.

A Cia de Dança tem um trabalho singular que virou seu “Cargo chefe”, totalmente inspirado e embasado na temática desenvolvido pelas Associações Folclóricas dos Bumbás Garantido e Caprichoso do Festival Folclórico de Parintins-AM, o “Hip-Boi*” busca difundir, divulgar e resgatar as belezas e riquezas culturais desta que é considerada há décadas, a maior festa Folclórica da América Latina. Indiscutivelmente conhecida como uma das culturalmente mais ricas festas do mundo e é sem dúvida uma das mais informativas de todo o pais, além de ser um das poucas “Óperas ao ar livre”.

O trabalho consiste na pesquisa e divulgação de conteúdos tais como:
50 anos de realização do Festival Folclórico de Parintins
100 anos de existência do Boi-bumbá
Cultura Indígena e Amazônica

Fazendo alusão aos bois e toda sua história, os espetáculos falam das belezas e riquezas da festa, da paixão dos brincantes (músicos, atores, bailarinos, personagens, artistas, profissionais, espectadores e demais envolvidos na execução da festa) pela cultura local e pelos bois, contando suas histórias representando seus mitos e lendas. Alguns espetáculos contam também com a representação de personagens e Itens individuais como Boi-bumbá, Pajé, Cunhã-poranga, Porta-estandarte, Rainha do Folclore, Sinhazinha da Fazenda, Amo do Boi, Galeras (Torcidas dos bumbas) e tribos indígenas.

O QUE É HIP-BOI?
Inspirado no Festival Folclórico de Parintins, o Hip-Boi é uma modalidade de dança, idealizado por Jorge Hélio de Castro em 1999, criado e lançado por Priscila Castro (Diretora e coreógrafa) no mesmo ano.

A modalidade Hip-Boi mistura o Hip-Hop (Ritmo musical que inspirou a Dança de Rua) com o Boi-Bumbá, incluindo passagens pelas técnicas do jazz, Ballet, Dança do Ventre, Dança Espanhola e Dança de Salão).

Atualmente o “Hip-Boi” não só é uma modalidade de Dança, mas virou marca registrada junto ao INPI e tornou-se o “Corpo e a alma” desse trabalho sendo um complexo que inclui o nome, a marca, a modalidade de dança, a Cia de Dança e um Studio que atualmente também é um Centro Cultural.

Único Studio & Cia de Dança considerado “Hour Concour” por ter conquistado cinco vezes o prêmio de Melhor Grupo de Dança de Petrópolis através de votação popular. Também pesquisa e divulga (Com o consentimento do Governo do Estado de Parintins-AM) a cultura do Festival de Parintins exaltando os Bumbás Garantido e Caprichoso, bem como a riqueza dos mitos, lendas e folclore em geral.

  • Origem do nome Hip-Boi; “Hip” do Hip-Hop e “Boi” de Boi-bumbá.

………………………………………………………………………………………………………………………………….
CIA de Dança Hip-Boi & Diretora Priscila Castro
Cinco anos escolhido como “Melhor Grupo de Dança de Petrópolis” (Prêmio É Festa – 2005 a 2010)
Prêmio “Oscar Naval das Culturas do Rio de Janeiro” em Reconhecimento Cultural – 2017
Prêmio “Maestro Guerra Peixe de Cultura” em Produção Cultural – 2019
Prêmio “Dançar por Dançar” como Precursora da Dança do Boi-Bumbá em Petrópolis – 2019
………………………………………………………………………………………………………………………………….
© Studio, Grupo e Cia de Dança Hip-Boi Priscila Castro. Todos os direitos reservados.
O Hip-Boi (Nome/Marca e Estilo de Dança) é marca registrada junto ao INPI, de propriedade de Priscila Queiroga de Castro. Qualquer reprodução ou cópia não autorizada é crime.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>
*
*